sexta-feira, 11 de abril de 2014

Entrevistando... Claudio Chamun.

Olá visitantes e leitores do blog! Meu nome é Thamyris Aquino. Tenho 21 anos e sou estudante de Jornalismo, atualmente no quinto período. Eu tenho um blog chamado Utopia NonGrata e lá falo sobre tudo um pouco, dando mais destaque a música e a fotografia, que são minhas paixões. Aqui no Boteco de Blogueiros, eu serei a responsável pelas entrevistas, às sextas-feiras. Inclusive, agradeço ao Claudio Chamun pelo convite.

E ele é o meu primeiro entrevistado. Chamado pela blogosfera de Chamun (seu sobrenome), natural de Porto Alegre - Rio Grande do Sul, nasceu no dia 7 de outubro de 1960. Criou o blog Histórias, Estórias e Outras Polêmicas em junho de 2012, por incentivo de amigos. Após quase dois anos, o blog tem mais de quarenta e seis mil visualizações. Nesta entrevista conheceremos mais um pouco desse blogueiro fanático pelo Internacional, encantado pela sua esposa Fabrícia e pelas palavras.


Quando começou a escrever?
Eu escrevo desde criança, mas nunca guardei por causa da minha extinta timidez. Minha primeira obra foi aos 18 anos, datilografada em papel ofício. Esta ficou perdida na casa de uma ex-namorada. Eu tentei reproduzi-la no conto já publicado com o título de “Vidas diversas”., claro que não ficou igual e eu tive que dar uma modernizada, mas a essência ficou a mesma. Porém, nunca tinha sido assíduo na escrita. Somente em 2005 comecei a escrever com frequência e a guardar os textos.

Qual é o primeiro post do blogue e o que te inspirou na época?
O meu primeiro post é “O Inicio”. Não teve bem uma inspiração, pois é uma explicação do por que do blogue e um pouco da minha história em relação a escrever.

Qual é o seu conto preferido? E dentre seus contos, qual deles é o seu maior orgulho?
O meu conto preferido é o de estreia aqui no Boteco o “Bater ou não bater eis a questão”.  Porque este conto, meio crônica, é bem o nome do meu blogue. Pois tem história, estória e polêmica. Já aviso a mulherada, que é uma sátira. Não sou a favor da violência contra mulher, muito pelo contrário. O mais engraçado neste texto é que, como eu narro na primeira pessoa, dá a margem a entender que é verdade, mas a única parte verdadeira é a de Paraty, onde minhas amigas estavam de combinação para curtir com a minha cara. O meu maior orgulho é a crônica do “Dia Internacional do Barrigudinho”, que já foi parar em vários blogues sem a minha autoria, mas é meu, gente – risos – podem acreditar.

Os comentários são a maior fonte de inspiração e vida para o blog e, respectivamente, para o blogueiro. Inclusive os que elogiam. Mas teve algum que lhe deixou bastante chateado e você não conseguiu tirar algo de bom, por mais que tenha tentado?
Concordo contigo. O que faz o blogue continuar são as visitas, mas os comentários é que dão a vida. Um blogue mesmo com inúmeras visitas, mas sem comentários é um blogue triste. Chateado ao extremo nunca fiquei. Felizmente, nunca fui criticado. Já discordaram, quando o assunto é polêmico, mas sempre dentro da normalidade. Agora, o que me incomoda muito, é blogueiro que te visita só para pedir retribuição. Eu acho que a retribuição é uma cortesia necessária e eu sempre procuro fazer, mas não precisamos apelar.

O Facebook hoje dá uma carga maior de divulgação para os blogs, através das fanpage. Mas com algumas políticas da rede social, como pagar para ter uma divulgação maior, pode acontecer exatamente o contrário ou os blogueiros podem encontrar outra alternativa?
Eu acredito que poucos pagam para divulgar. A fonte alternativa na minha ótica são os grupos de divulgação. A não ser que o Facebook comece a bloquear estes grupos, acredito que a divulgação paga não terá muito êxito.

Quais são as maiores fontes de inspiração para escrever seus contos e crônicas?
A minha fonte de inspiração é muito ampla. Eu procuro tirar proveito em cima de qualquer coisa.  Já me inspirei em histórias do meu passado e de conhecidos, atualidades, acontecimentos diversos, detalhes como um sutiã em cima da cama, um perfume, um cálice virado. Também tiro ideias de filmes, novelas, post de outros blogueiros, claro que sem plágio, utilizo-me apenas de inspirações. Já tirei ideias também de comentários.

Diga-me há um escritor que você gosta mais e outro que você menos gosta? Por quê?
O que eu mais gosto é do Sidney Sheldon porque me agrada o estilo.  As estórias me prendem. Apesar de que o livro de minha preferencia, O conde de Monte Cristo, é do Alexandre Dumas, o conjunto do Sheldon faz dele o meu preferido. Não curto o Paulo Coelho porque acho muito chato.

Você faz algum "ritual" antes de escrever o texto para o blogue? Há também algum outro lugar onde você escreve seus textos (Caderno, bloco de notas, Microsoft Word)?
Sim! Eu tenho um ritual. Eu uso várias pastas, entre elas estão: Projetos, Incubadora, Publicar e Publicados e digito tudo no Word, o que para mim é fundamental. Quando estou escrevendo ou é apenas uma frase, um pequeno texto, ou seja, uma ideia, o arquivo Word está na pasta Projetos. Se eu concluir, eu passo o arquivo para Incubadora onde ele fica esperando eu aplicar alguma uma melhoria.
Quando eu acho o que o texto está pronto, eu o transfiro para a pasta Publicar. Aí depois de publicado, ele vai para a pasta Publicados, que tem as subdivisões marcadas pelo ano, mês, sequência da publicação, onde junto o arquivo texto e as gravuras que uso. Confesso que ultimamente pelo tempo corrido eu tenho passado de Projetos direto para Publicados.
Quando eu viajava muito a trabalho, escrevia em cadernos, porque usava o tempo de espera em aeroportos e dentro das aeronaves. Nem sempre eu estava com um notebook. Aí a velha caneta e o caderno resolviam a parada, mas o ritual depois era o mesmo.

Você costuma escutar alguma música enquanto escreve? Ou algum álbum? Por quê?
Não! Posso dormir, dirigir, almoçar e outras coisas com música, barulho de TV e etc, mas para escrever preciso de silêncio.

Há algum tema o qual você ainda reluta para escrever, mesmo com o nome do blog? Por quê?
Caramba!  - Risos. Não escrevo sobre política, apesar de que já escrevi sobre assuntos políticos, também não sobre realities, embora já fiz um comparativo. Acho que nunca escrevi sobre religião embora um dia possa fazê-lo. Agora, assunto que eu reluto muito e não sei se conseguiria desenvolver é sobre pedofilia, porque este tema me faz muito mal.

Alguma editora, através do seu blog, já mostrou interesse em publicar um livro com seus contos ou até um romance? Ou você se interessa algum dia de publicar um livro?
Infelizmente nenhuma editora ainda mostrou interesse através do meu blogue. Eu que me inscrevi em um projeto da editora Andross que reunirá escritores diversos em um livro. Meu conto foi aceito e será publicado. Já que tocaste neste assunto, quero agradecer nossa colega e amiga Maria, aqui do Boteco, pois foi ela quem me passou a dica. Se eu tenho interesse em publicar? É o meu sonho. Só ainda não o realizei por questões financeiras e também porque não fui descoberto por alguma editora.

Mudando de assunto. Como você imagina o Claudio daqui a 10 anos? E se pudesse dar algum recado ao Claudio do passado, qual seria?
Bah, Myris. Não sei se vou te responder esta. Porque é muito difícil imaginar daqui a 10 anos. Eu espero ter saúde e ser feliz, mas imaginar não consigo. Já dar o recado é mais fácil. Eu diria a ele para arriscar mais em algumas coisas que ele deixou de fazer. Porque o pior arrependimento é aquele que temos das coisas que não fizemos.

Ping-pong:

Cantor e uma cantora favorito (a): Cantor eu tenho dois, Fagner e Sidney Magal, podem rir a vontade, mas é isto. Cantora é a Shakira, sem dúvidas.

Filme: Malícia.

Livro: O conde de Monte Cristo.

Time: Internacional.

Personalidade da política: Ulisses Guimarães, um exemplo que nunca foi seguido.

Personalidade do esporte: Ayrton Senna.

Ator e uma atriz: Difícil ser um só... José Wilker, Sean Connery, Giovanna Antonelli, Adriana Esteves, Claudia Abreu e Angelina Jolie.

Paixão: Fabrícia.

Decepção: Sistema judiciário do Brasil

Sentimento: Amor

28 comentários:

  1. No blogue onde sou um dos idealizadores ser o primeiro entrevistado é uma grande satisfação.
    Eu gosto muito de ser entrevistado, principalmente quando a entrevista é como esta.
    A nossa parceira Myris Aquino está de parabéns pelas perguntas inteligentes.

    ResponderExcluir
  2. As perguntas de Myres e as repostas de Claudio é muito boas e inteligentes.
    Adorei a entrevista e a nota mil para os dois. O Entrevistado é um amigão.

    Abraço para os dois!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a entrevista, tb sou fã da Shakira e do Alexandre Dumas (embora eu prefira os tres mosqueteiros mesmo eheh). Estou aguardando ansiosamente esse livro que será sucesso com certeza e agora vou passar a seguir este blog tb!!

    Obrigada por enriquecer a blogosfera!! Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O conde do monte cristo me deixa meio intrigada... até hj nao decidi se gosto do Edmundo ou nao... (era esse o nome dele né?? Ah o moço protagonista)

      Excluir
    2. Sim Lu, era este o nome, mas corretamente Edmond Dantès.
      Eu gosto sim. Ele foi injustiçado e voltou para se vingar.
      E se vingou em alto estilo. he he he;
      Obrigado por todos os comentários.

      Excluir
  4. Curti muito sua entrevista!
    Admiro sua inteligência e honestidade sempre.
    Estou me sentindo nas estrelas, mais uma vez fui citada e posso dizer homenageada por você!
    Sucesso, sucesso e suce$$o!
    Te amo!

    ResponderExcluir
  5. Obrigada gente pelos elogios. E obrigada ao Chamun por ter cedido um pouco do seu tempo para responder a entrevista. Abraços a todos! E até a próxima sexta-feira.

    ResponderExcluir
  6. Esse cara é um sábio muito engraçado e um ótimo escritor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu camarada. Fiquei muito contente com os elogios.

      Excluir
  7. Boa noite, amigos!!!
    Thamirys, gostaria de parabenizá-la pela excelente entrevista.
    Amei o formato que utilizou, a maneira com que conduziu as perguntas, enfim... ficou super agradável de ler.
    Claudio, sou até suspeita em dizer, mas ler vc é sempre um prazer, sabe.
    Aliás, sabe que me vi em mto do que escreveu?
    E quero agradecer imensamente sobre aquela parte onde fala sobre suas pastas de organização dos textos - me inspirei pra organizar meus posts.
    Estava mesmo precisando!

    Parabéns aos dois e um bjão!
    Deus abençoe!

    Meu Doce Lar
    Fanpage
    Twitter
    G+

    ResponderExcluir
  8. Cláudio bom dia, gostei demais da sua entrevista é muito bom conhecer mais do amigo, eu concordo com você pra escrever preciso de silêncio, Cláudio abraços.

    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gostei do conto preferido já o li na estreia aqui do blog e ri muito rsrsrsr
    Tbm gosto o Fagner e Sidnei eles marcaram minha adolescência.
    Parabéns pela entrevista foi muito bem elaborada.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns Claudio , as perguntas foram bem elaboradas ,práticas e criativa, e suas resposta foram muito dinâmicas , muito agradável de se ler, desejo sorte !!!

    ResponderExcluir
  11. Boa noite amigo Cláudio!!!
    Boa noite Tamyris!!!
    Foi uma alegria, poder lhe conhecer melhor Cláudio. A entrevista ficou show.
    Abraços da Bia!!!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Adorei conhecer vc!
    E pelo q. já li, com tda a certeza esse Blog vai ser SUCESSo!
    Parabéns pela ideia!
    A entrevista foi ótima!
    Um super bjo!

    Alê- Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
  13. Amei essa entrevista! Tanto as perguntas quanto as respostas!

    ResponderExcluir
  14. Olá Tamyris, parabéns pela bela entrevista, perguntas sábias e inteligentes. Adorei!
    Parabéns amigo Claudio pelas respostas, te conheci mais um bocadinho, e em muitas coisas concordo contigo, meu parecer é o mesmo, gosto muito dos livros do Sidney Sheldon e de escrever em silêncio, não só de escrever, gosto muito de estar em silêncio.
    Beijos com carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  15. Gostei. Uma das melhores entrevistas que já li.
    Tanto nas perguntas como nas respostas.
    Parabéns;

    ResponderExcluir
  16. Eu já tinha ouvido falar do Claudio.
    Gostei muito das respostas.
    A Thamyris também entrevista muito bem.

    ResponderExcluir
  17. Grande Chamun, soube responder muito bem.
    Uma ótima entrevista!

    O POETA E A MADRUGADA
    opoetaeamadrugada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Sou fã deste autor.
    Escreve muito bem.

    ResponderExcluir