sábado, 24 de janeiro de 2015

Cotidianos – Amigo Urso

Dois rapazes estavam no meio da floresta.
Nunca tinha caçado, nunca tinham acampado.
Quando estavam entrando em desespero, apareceu o Urso e comeu os dois.
Outro dia na cidade...
─ Ai Moleque!
─ Que tal, beleza?
─ Tudo em cima? Tem caçado?
─ Ô!! Fui na semana passada.
─ Pegou alguma coisa?
─ Se não. Foram duas queridas de uma só vez.
─ E a tua mulher?
─ Pensa que eu estou caçando de verdade ─ gargalhadas.
─ É isto ai Urso. Um abraço.
Dias antes .....
─ Puxa, Zé , você é demais ─ falou Gilda ─ me deixou maluca.
─ Modéstia a parte eu sou bom mesmo, e o seu marido?
─ Tá caçando.
─ É este da foto?
─ Sim, ele mesmo.
─ Putz é forte hein?
─ Não é a toa que o apelido dele é Urso.
Mais tarde no mesmo dia...
─ Alô.
─ Oi Gilda! E ai? Como foi com o Zé?
─ Putz, o cara não é de nada, fedorento, contador de vantagens, e mais frio que um bloco de gelo.
─ É mesmo?
─ É, tive que elogiar para ele não ficar chateado.
─ Bom falar, este eu nem pego.
─ E teu maridão?
─ Ah , Gilda, este é o cara, gostosão mesmo. E que macho. Eu só pulo a cerca porque sou cachorra ─ gargalhadas.
─ E onde ele está?
─ Foi acampar e caçar pela primeira vez com amigos na floresta.

2 comentários:

  1. kkkkkk Essa fábula deveria se chamar: O Urso e a Cachorra.

    ResponderExcluir
  2. KKKKKKKKKKKKKKKKKKK concordo com o amigo Girotto Brito!!!!!

    ResponderExcluir